O Senhor dos Anéis- Enia -Clique na seta para ouvir

SOBRE OS LIVROS

Depois da recente obra, FLORAIS DE BACH NO RESGATE DA AUTOESTIMA, mais um livro foi editado, NUMEROLOGIA CÁRMICA NO 3º MILÊNIO. Ambos estão à venda na loja virtual da Editora PerSe 2.0. Veja as sinopses nos banners ao lado...

Anny Luz

DIÁLOGO FAMOSO

O astrônomo Edmond Halley, ao ver Isaac Newton debruçado durante horas sobre os mapas astrais, perguntou-lhe: Você acredita nesta bobagem? Resposta: Quantos anos você estudou astrologia para afirmar que é bobagem?...

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

-CÂNCER

Simbologia e tipo de energia (21/06 a 21/07)

O signo de Câncer pertence ao elemento Água e é regido pela Lua, a mitológica Deusa Mãe. 
O símbolo gráfico de Câncer é um ideograma com dois lados opostos, fechados em si mesmo e com duas saídas também opostas, mostrando a típica indecisão e insegurança do canceriano, entre abrir-se ou fechar-se para o mundo externo.
A figura arquetípica que representa o signo de Câncer é o próprio caranguejo, que demonstra a mesma  analogia de dolorosa indecisão e insegurança. É só observarmos o animalzinho: Ele  vive  enfiado na sua toca, mas é fascinado pelo mundo lá fora, mete a cabeça, espia e num arroubo enlouquecido dá uma corrida em várias direções, para logo à seguir,  voltar correndo para a toca.
Essa analogia está no inconsciente do canceriano e por mais que as outras influências cósmicas amenizem essa tendência, em momentos de crise esse “modus operandi”  vem à tona e ele se torna um verdadeiro caranguejo, entrando e saindo da toca, como uma espécie de ciclo intermitente.
Câncer é tradicionalmente o signo da família. Não necessariamente dos laços de sangue, mas no sentido de continuidade e aconchego.
Passado, é uma palavra chave para Câncer e muitas vezes é mais real do que o presente. O passado já é conhecido e portanto,  seguro. Cancerianos adoram guardar velharias, lembranças, coleções, fotos amareladas e tudo o mais que lembre o passado.
Por isso a palavra MÃE, também resume muito sobre o mito de câncer e é algo bastante complexo. Mãe, não é só a mulher que o gerou, amamentou e o viu crescer, mas é principalmente um arquétipo... Mãe é ao mesmo tempo sagrada e profana! Representa a sua raiz, o seu passado! E aí voltamos novamente à palavra chave: Passado.
Pode-se dizer que Câncer é um dos mais complexos, sensíveis, imaginativos e vulneráveis entre os signos do Zodíaco.
E quando se fala em vulnerabilidade aparece a maior sombra de Câncer: O ressentimento. Um canceriano ressentido é capaz das piores vinganças. Mas não são vinganças óbvias, declaradas e violentas. Com a sutileza dos signos de Água, as vinganças cancerianas são sutis, daquelas tipo, “alfinetadas no fígado”, que só a pessoa atingida percebe, mesmo assim, se for muito perspicaz.
Em compensação o seu lado iluminado é fascinante! Com toda essa sensibilidade e imaginação não é de admirar que o signo de Câncer figure entre os mais brilhantes escritores, sem falar nos pintores e músicos extraordinários.
Entre os escritores, estão nada menos que,  Marcel Proust, Hermann Hesse e Machado de Assis. Todos com um imperceptível humor levemente ácido, revelando, em meio a tanta genialidade, uma parte velada da sombra mordaz de Câncer.

Sempre lembrando que, quem tem o Ascendente ou a Lua em Câncer também recebe as mesmas características, embora mescladas com outras influências.

Anny Luz

Veja também a simbologia da Lua, seu regente planetário!
http://suamandala.blogspot.com.br/2011/10/simbologia-da-lua.html


Compartilhe!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário:

  1. Muito obrigado adorei o que vc escreveu e bem a minha cara te amo muito obrigado

    ResponderExcluir